NOTÍCIAS

ADUFCG cobra e Reitoria agenda nova audiência sobre progressões/promoções docentes

 

A diretoria da ADUFCG já acertou com o reitor da UFCG, Vicemário Simões, uma nova audiência para discutir as dificuldades dos professores em terem pleno acesso o direito à progressão/promoção de carreira. A Reitoria agendou a audiência para o próximo dia 21 de agosto, a partir das 10h. O Sindicato e a Comissão de Mobilização convidam todos os docentes a participar. 

A solicitação de uma nova audiência já tinha sido realizada informalmente, ao final do ato público realizado no dia 02 de agosto, quando dezenas de professores encerraram a manifestação no Gabinete do Reitor. No mesmo dia, a secretária do órgão procurou a presidente da ADUFCG, Luciana Leandro, mas não conseguiu localizá-la e não voltou manter contato.
A importância de uma nova audiência foi reforçada ontem, durante uma reunião da Comissão de Mobilização da ADUFCG. Os participantes ressaltavam que a categoria deve insistir na pressão política para uma mudança de postura da Reitoria em relação ao direito a progressão/promoção e que necessita de novos esclarecimentos da administração, principalmente após a Secretaria de Recursos Humanos da UFCG divulgar nota informando que o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MPOG assegurou que serão implantados nesse mês de agosto os reajustes remuneratórios decorrentes da lei 13.325/2016.
Essa lei altera a legislação que estabelece os planos de carreira do magistério federal e do magistério do ensino básico federal (Lei 12.772/2012) e no seu artigo 1º estabelece que o efeito financeiro da progressão e da promoção ocorrerá a partir da data em que o docente cumprir o interstício e os requisitos estabelecidos em lei para o desenvolvimento na carreira, o que contraria o entendimento da Comissão de Leis e Normas da UFCG, que vem sendo adotado pela Comissão Permanente de Pessoal Docente – CPPD, de que o efeito retroativo não existe.

Fonte: ADUFCG 08/08/2018