Professores da UFCG aderem à greve nacional da educação, no dia 15/05

9 de maio de 2019

Os professores da UFCG decidiram por unanimidade aderir à Greve Nacional da Educação, no próximo dia 15/05. A decisão foi tomada na assembleia da Associação dos Docentes da UFCG – ADUFCG, realizada hoje pela manhã. A paralisação será uma mobilização contra a proposta de destruição da previdência, os ataques do Governo Bolsonaro a todos os setores da educação e pela construção da greve geral, no dia 14 de junho.
Os professores da UFCG iniciarão a paralisação às 7h, com um café da manhã e ato público, no portão principal da universidade, seguido de uma marcha até o Centro de Campina Grande, onde a categoria participará de uma manifestação com entidades e movimentos da área de educação.
Na assembleia da ADUFCG os professores também definiram um calendário de mobilizações e atividades até a próxima quarta-feira. Amanhã ocorrerá a reunião da Comissão de Mobilização da entidade, a partir das 15h, na sede do sindicato, com o objetivo de organizar as atividades da Greve Nacional da Educação.


Na terça-feira, dia 14/05, ocorrerá um ato público no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde – CCBS, a partir das 9h30, contra os cortes de verbas para educação, em defesa das ciências humanas e pela liberdade de ensinar e aprender, numa promoção conjunta da ADUFCG e do Centro Acadêmico de Psicologia.
No dia 14/05, terça-feira, acontecerá uma plenária conjunta de professores, estudantes e técnico-administrativos da UFCG, na praça do Bloco BC, no Centro de Humanidades, para discutir e deliberar como ocorrerá uma participação conjunta dos segmentos na Greve Nacional da Educação.
Divulgação
Os professores também decidiram na assembleia de hoje que promoverão, durante a Greve Nacional da Educação, a divulgação das principais atividades, pesquisas e projetos que UFCG realiza para que a população da Paraíba conheça a importância da instituição.
Mensalidade
Nesse ponto de pauta, a diretoria da ADUFCG apresentou os últimos informes sobre as ações para retomar o desconto da mensalidade sindical em folha dos seus filiados. Foi informado que a reimplantação, por força de uma liminar da justiça federal já foi informada pelo Serpro e que aguarda a prévia do contra-cheque de maio para confirmar o retorno do desconto.
Enquanto isso não ocorre, a diretoria fez um apelo para que os filiados realizem o pagamento da contribuição de abril diretamente no sindicato ou via deposito/transferência bancária. Além disso, a diretoria ressaltou a importância de que todos os filiados preencham a ficha de recadastramento/refiliação, com autorização para a realização de débito automático.

Ato Público

No final da assembleia, os professores participaram de uma manifestação dos estudantes da UFCG, em frente a universidade, contra os cortes de verbas, de bolsas de pós-graduação e pela reabertura do Restaurante Universitário

Compartilhe:

Deixe seu comentário